Bem-vinda, Julie!

Que bom que você gostou da obra Rastel. Aqui estão algumas palavrinhas sobre o trabalho que espero que goste ;)

 

 

Rastel, 2019

Óleo sobre tela

22 x 16 cm

Rastel é uma das obras em pequeno formato produzidas no fim de 2019. Os trabalhos a óleo dessa natureza carregam ações que marcam a superfície de forma matérica e intensa, às vezes até com a substituição do pincel pelos dedos, como é no caso desta pintura. O fundo em vermelho líquido lembra uma imagem atmosférica de um pôr-do-sol ou um vermelho vivo do fogo, que devanece em um sutil degradê do vermelho escuro ao laranja. Na superfície, uma imagem rápida marcada em branco, verde e amarelo constrói aquilo que poderia ser um utensílio do campo, um rastelo, ou uma abstração cujas formas podem lembrar objetos ou muitas outras coisas.

Depois de pronta, a pintura me faz lembrar as pequenas pinturas e esculturas do pintor brasileiro Paulo Monteiro (1961), um dos expoentes da chamada Casa 7, movimento de pintores dos anos 1980, Sobre seu trabalho, a galeria Mendes Wood DM escreve:

"Baseado na síntese, o núcleo de sua pesquisa se encontra na natureza da conformação da matéria, que se estica em linhas, esparrama-se em marcas gráficas, demarca relevos, cortes, torções, dobras e desmanches, sempre em exercícios marcados pela combinação de delicadeza e rigidez. (...)

 

São manifestações que lidam, sobretudo, com o estado contínuo de transformação das coisas; e com a consciência que nos permite manter-nos sempre abertos para a chegada de novas imaginações."

Sempre abertos para a chegada de novas imaginações!

 

 

Paulo Monteiro

Vista de exposição

 

 

Paulo Monteiro

Sem Título, 2005

Rastel, por fim, é uma pintura que integra um processo artístico muito familiar e contínuo para mim, dentro de uma sequência de pinturas que continuo produzindo desde 2014, como as que menciono abaixo. São todas imagens de um vocabulário próprio, afetivo, memorial e às vezes erótico. 

/ / / / / / / / / / / / 

 

 

Niquim, 2014

 

 

Sun sun sun, 2019