Viafarini-in-Residence
Milão, Itália
Setembro a Dezembro, 2021

ANONYMOUS colpito EROTIC

A instalação apresenta uma nova série de trabalhos: cerâmicas vitrificadas, "Abetardas", 2021, uma pintura sobre parede de São Sebastião, uma carta original escrita à mão por Jean Cocteau, e uma tríade de palavras (ANONYMOUS / colpito / EROTIC) que atravessaram o processo.

 

"Abetardas" é uma série de trabalhos iniciada em 2019.

Pela primeira vez, no entanto, o artista apresenta a série reatualizada em um set de 12 peças de cerâmica vitrificada em diferentes formatos e tamanhos.

Neste novo trabalho, o artista mistura desenhos figurativos e abstratos em fragmentos narrativos nas peças que se pretendem artefatos, objetos eróticos, memorabílias.

 A cerâmica maior é o busto do poeta e cineasta francês Jean Cocteau, que tem desenhado  em seu verso (ou dentro da sua cabeça) dois personagens identificados como Raymond Radiguet e Édouard Dermit, figuras centrais na vida criativa e homoafetiva do artista. Os desenhos também são acompanhados de inscrições soltas como frases, anos e símbolos, de modo a construir um pequeno labirinto com inscrições biográficas nem sempre decifráveis. Em outra peça, há uma face desenhada junto à frase

“Il sole in faccia”, título de livro sobre a vida e a obra de Van Gogh, outro personagem que também reaparece em outras cerâmicas.  

 

A mescla de referências sugere um conjunto de vasos que tomam emprestados da representação mitólogica clássica nas ânforas, um mundo poroso, permeado das imaginações, lembranças e historietas, que lidam com o desejo, o erotismo, o  clássico, o contemporâneo, o trágico, o romântico.

 

Por fim, os trabalhos se inserem dentro de sua prática como uma expansão pictórica pulsante de temas recorrentes em seu trabalho, o homoerotismo e as referências à literatura.

> Tradução da carta do Jean Cocteau:

Caro senhor,

 

Desde Rimbaud, a poesia decolou. O vocábulo não advém mais da ideia, mas a ideia é que advém do vocábulo. Éluard tinha seu próprio som de flauta – o sussurro da fonte. Não busque além.

A poesia não deve ser compreendida – deve ser sentida – tal como os mistérios da natureza que nos arrebatam e que não são feitos para nos arrebatar – e cujo significado profundo nos escapa.

 

Seu,

Jean Cocteau

INFO

ANONYMOUS colpito EROTIC - Matheus Chiaratti

Trabalhos produzidos durante a residência Viafarini-in-Residence

1 de Setembro – 15 de Dezembro

Fotos por Emanuele Sosio Galante

©2020 by Matheus Chiaratti.